10 de out de 2007


Chove lá fora, a noite é fria
A tua presença ausente é
luz e calor, gelo e dor.
A alma confusa
Precisa de chuva

Chove lá fora, a noite é fria

Chove lá fora, a noite é fria
A tua presença ausente é como
A chuva a cair:
Rega o verde do meu ser.

Purifica a alma, devolve o viço
Ai que vontade de dançar na chuva

Nenhum comentário: