18 de mar de 2008

(...) Por que me apareces
igual à verdade
ilusória imagem?
Na minha alegria,
corre um mar de lágrimas.
Tudo te repete,
na terra e nos ares,
e os meus pensamentos
são só teu retrato (...)

Nenhum comentário: