10 de mai de 2008

Deixa que eu te ame em silêncio.
Não pergunte, não se explique, deixe
(...)
Deixa que eu te ame sem palavras
a não ser aquelas que na lembrança ficarão
pulsando para sempre
como se amor e vida fossem um discurso
de impronunciáveis emoções...

Affonso Romano de Sant'Anna

Nenhum comentário: