17 de nov de 2009


(...) eu te amo tanto

Que o meu peito me dói como em doença
E quanto mais me seja a dor intensa
Mais cresce na minha alma teu encanto.

[...]
Vinicius de Moraes

Nenhum comentário: