4 de dez de 2012

Não se enganem comigo...

“Não se enganem comigo: se digo sul pode ser norte, chego mais fico ausente, 
o triste é também o belo, procuro o que não se perde, nem se pode encontrar.
 Buscar respostas nos livros é esconder-se entre linhas. 
Não creio no que se enxerga, mas nisso que se disfarça por mais que se tente olhar: assim me tem seduzida. Eis o jogo que eu persigo, meu jeito de ser feliz, o desafio que me embala: 
sempre que escrevo “morte” estou falando de vida.”

(Lya Luft)

Nenhum comentário: