6 de mai de 2010

[...]
O presente é tão grande, não nos afastemos.

Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.
[...]

Carlos Drummond de Andrade

Nenhum comentário: